Glambox 3 anos!

Olá, pessoal!

Neste mês chegou a caixinha da Glambox especial 3 anos! Os produtos que vieram são ótimos, porém por ser uma edição comemorativa, eu esperava um tiquinho mais, sabe? Vamos conferir?

DSC_0050

◊ Soul Color Lashes Máscara colorida para cílios – Eudora
Três cores para um olhar colorido e cílios bem definidos. Vem com um pincel especialmente desenvolvido para depositar o máximo de cor, sem criar acúmulos nos cílios.

DSC_0054 DSC_0056 DSC_0057 DSC_0061 DSC_0062

◊ Soul Get Flash Brilho Labial Luminoso – Eudora
Sua fórmula enriquecida com partículas peroladas e seu pincel macio deixam nos lábios um brilho radiante.

DSC_0063 DSC_0065 DSC_0066 DSC_0067 DSC_0069

◊ Leave-in Protector – Agilise Cosméticos
Proporciona proteção térmica durante a escovação. É indicado para todos os tipos de cabelo e protege do sol, praia e piscina. É rico em emolientes e proporciona toque sedoso, leveza e controle de volume, sem pesar nos fios. Promove maciez da raiz às pontas com brilho intenso e sem deixar o cabelo oleoso.

DSC_0070

DSC_0071

◊ Esmaltes – quem disse, berenice?
Com várias cores e um pincel super prático que ajuda no acabamento, os esmaltes da quem disse, berenice? têm duas opções de cobertura, uma com brilho e outra matte, para quem curte aquele efeito lindo e fosco!

DSC_0072

DSC_0073 DSC_0074 DSC_0075 DSC_0076 DSC_0077

◊ Máscara de tratamento Keramax Reconstrução Capilar – Keramax Professional
A máscara de tratamento Keramax repõe a queratina natural dos cabelos, reestruturando e revitalizando os fios. A ação da Creatina em conjunto com a Queratina e Geleia Real, atuam de forma rápida e eficiente pois penetram profundamente no fio, reconstruindo a estrutura da fibra capilar e hidratando profundamente os cabelos.

DSC_0079

◊ Guess Girl – Guess
Guess Girl é uma fragrância bem feminina e seu frasco foi criado seguindo esse padrão. A fragrância é uma explosão de néctar de framboesa, melão e bergamota. O flerte continua com a rara orquídea brasileira, flor de acácia e lírio. Finalmente o enlace com baunilha e sândalo, deixam uma impressão tão duradoura.

DSC_0082

Bom, pessoal, foram esses produtinhos que recebi na Glambox desse mês. Adorei os esmaltes da quem disse, berenice? e os produtos da Eudora!

E vocês, já usaram ou conheciam algum produto dessas marcas? Conte sua experiência nos comentários, vou adorar saber! ;)

Um beijo e até mais! :*

***

Acompanhe o Stuck on Them: Facebook | Twitter | Instagram | YouTube ❤

Vai, Gordinha! – a tentação do bacon

Praticamente um mês se passou desde que eu fiz minha inscrição na academia Motricidade. Tem sido fácil? Não. Não tô falando pelo fato de ‘ir à academia’, mas pelo fato de eu me forçar a fazer algo, me mexer.

Em agosto/setembro do ano passado, quando eu estava farta de ser gorda, mas não tão obstinada a perder peso ou fazer qualquer atividade física, resolvi procurar uma nutricionista. Quando eu cheguei lá, recebi a pior notícia de minha vida: eu havia entrado na casa dos três dígitos e já estava com obesidade 2 (para quem não sabe, ela é severa. E aos curiosos de plantão, eu estava pesando 114 kg). Claro que, quando eu soube disso, minha vontade foi sentar na calçada e chorar até não poder mais mas: 1) isso não iria adiantar e 2) sou chorona, mas não tanto.

Eu entrei em dieta, cortei algumas coisas, substitui outras… fui adaptando da melhor maneira que minha rotina deixava. Fazer atividades físicas? Jamais. Eu ia do trabalho, pra UFSCar, pra casa e não achava um horário que eu poderia encaixar uma academia em minha rotina.

Eu não sei como nem quando consegui, mas nessa dieta da nutricionista (mais nervoso de TCC e final de ano da faculdade), consegui perder uns 10 quilos mais ou menos, chegando para 104 kg. E essa foi a última vez que me pesei. E nisso eu parei de ir a nutricionista, parei de fazer qualquer coisa pra emagrecer – pois eu já estava gorda e não tinha vontade de fazer nada para reverter o caso. Eu tentei me aceitar como plus size o máximo, fiz de tudo, mas olhar fotos antigas me dava aquele aperto e aquela vontade de chorar. Frustrante.

Passou TCC, passou faculdade, passou natal e ano novo, passou formatura (e veio as dores nas costas, nas pernas e as temidas varizes)… Passou um mês que eu fiz a inscrição na academia (peguei firme mesmo faz umas 3 semanas, vai…). Isso pra mim já uma vitória, pois todas as vezes que eu tentei fazer algo ou voltar para a academia, não passava de menos de um mês e eu cedia a tentação da procrastinação.

Hoje o post é especial, pois acabei de fazer minha avaliação física (e queria agradecer à Jessica toda a atenção e paciência com minha tagarelice e perguntas, fora a força que ela está me dando para alcançar o novo objetivo traçado). O resultado foi que: sai da casa dos três dígitos – estou com quase 98 kg. Estou com uma porcentagem de gordura corporal de quase 41%, ou seja, tá bem alta pro meu peso (eu meço 1,63m). A meta que a Jessica estabeleceu para mim foi de reduzir minha porcentagem de gordura para 30% até maio (e com isso, vou perder peso também, vai chegar nos 87 kg, mais ou menos, e se tudo der certo – e espero que dê!!!).

E nesse tempo eu percebi algumas coisas: não importa o quanto foi ruim meu dia, se ele me deu uma dor de cabeça insuportável, a academia vai me ajudar a extravasar tudo o que preciso. Vai ter dias que eu vou querer desistir, que vou desanimar, que vou querer enfiar o pé na jaca e me acabar no bacon e na batatinha frita… mas é importante sempre lembrar o bem que aquilo vai trazer pra minha saúde (e emagrecer vai ser consequência do meu esforço e da minha força de vontade) e que eu NUNCA devo agir por impulso, pois o arrependimento vai ser grande, sim.

Em um mês eu:
– Tive dores, MUITAS dores. Nos braços, nas pernas, no pescoço, em quase todas as articulações do meu corpo e dos músculos.
– Tive vontade de parar e largar tudo.
– Mas também tive vontade de continuar e poder ir mais vezes na semana.
– Percebi que vai ser um longo trabalho, mas que respirar fundo e meia hora de elíptico são sagradas.
– Academia de sábado não é bicho de 7 cabeças e é até melhor (menos gente).
– Não curti o Guaraná Jesus. Gente, sério, não foi bom pra mim e devo cortar os refris logo de uma vez.
– Franjas não são legais para fazer academia (o cabelo curto também não ajuda).
– Conheci pessoas legais. :)
– Percebi que preciso arrastar o Tico comigo logo!

20150228_180224-1

Foto no espelho sim. Cansada, suada e.. feliz :)

Bom, acredito que é isso o resumo desse período. Pretendo voltar logo e falar mais ou menos como funciona meu treino e o que vou e pretendo fazer com a minha alimentação. E queria agradecer quem está me apoiando nisso. As mensagens no outro post me deixaram muito feliz e emocionada! Em rumo ao lado ~não tão gordo~ da força! o/

Caveirinha Mexicana

Olá pessoal!

Hoje, quando cheguei da academia, estava com aquela vontade de fotografar. Queria me desligar do mundo e dessa semana ruim e cheia de problemas. Resolvi então, fazer umas fotos da caveirinha mexicana que ganhei de uma amiga muito fofa e especial (obrigada, Ná!) ♥.

Confiram só:

DSC_0002 DSC_0003 DSC_0004 DSC_0005 DSC_0006 DSC_0007 DSC_0008 DSC_0009 DSC_0010 DSC_0011 DSC_0014

***

Acompanhe o Stuck on Them: Facebook | Twitter | Instagram | YouTube ❤

Fotografia: Escolhendo sua câmera

No post anterior, eu falei um pouquinho sobre os primeiros passos da fotografia. Hoje quero falar sobre câmeras!

Se você leu aquele primeiro post e agora realmente acha que quer seguir em frente sobre esse negócio de fotografia, e bateu aquela vontade de comprar uma câmera nova, você deve ter em mente: você vai precisar de alguns equipamentos e dependendo da câmera fotográfica, elas são caras.

Antigamente, as câmeras DSLRs eram inacessíveis e as compactas tinham uma qualidade meio ruim. Claro que, hoje em dia, as coisas evoluíram as as compactas estão bem melhores. Então, tudo depende do que você vai querer.

Tipos de câmera
Hoje no mercado, conseguimos encontrar 3 tipos de câmeras: as DSLR, as compactas e as Superzoom. A DSLR é a câmera geralmente utilizada por profissionais. Ela é a versão digital das câmeras SLRs – câmeras com controle manual usadas com filme. Esse tipo de câmera permite que você troque as lentes para determinadas ocasiões e é ideal para quem quer ter o total controle sobre o resultado da foto.

As Superzoom são consideradas semi-profissionais e são intermediárias entre as DSLRs e as compactas. A maioria delas também tem a possibilidade do controle manual e elas são ótimas opções para quem quer começar a aprender fotografia sem gastar muito. Esse tipo de câmera não permite que você troque as lentes, porém, alguns modelos tem acessórios para que você adapte na lente dela, para dar um ‘upgrade’.

Agora, as câmeras compactas são pequenas e as mais comuns no mercado. Embora muitas marcas permitam aos usuários mexer em algumas configurações para os cliques, geralmente, elas são utilizadas no modo automático, em que só basta você apertar o botão de disparo. As vantagens desses tipos de câmeras são: a economia – as compactas são bem mais baratas que as DSLRs – e a portabilidade, elas são leves e fáceis de carregar.

Quanto gastar?
Antes de tudo, acredito que você deve determinar um orçamento para a sua compra. Antes de você começar a pesquisar, determine quanto você está disposto a gastar em uma câmera nova.

No meu caso, eu comecei a juntar uma grana antes de comprar. Eu determinei que iria gastar entre R$ 2.500 e R$ 3.000 – uma grana bem alta, ao meu ver. Então, fiz o seguinte: comecei a juntar um pouquinho de dinheiro em novembro, aproveitei o 13º salário, mais algum dinheirinho que ganhei de final de ano e economizei em algumas coisas… enfim, eu queria dar uma entrada boa, e parcelar o resto – de um jeito que eu não ficasse apertada de grana durante os meses que vou pagar. Meu conselho, então, é: faça um orçamento, estude quanto você pode gastar por mês.

Escolhendo sua câmera
Seja sincero com a tia Pri aqui – e com você mesmo: você entende de fotografia? Você sabe usar a câmera no modo manual? Se você disse ‘não’ para essas perguntas, você precisa começar devagar, com uma câmera mais barata para aprender as técnicas, aprender a ter um ‘olhar fotográfico’, e talvez, uma DSLR, para este momento, não seja a principal indicação para você.

Se você quer uma câmera prática para capturar viagens, festas e reuniões, que seja fácil de carregar e pronta para qualquer momento, você pode optar por uma câmera compacta. Caso você queria dar um passinho a mais, quer aprender a ter controle total sobre a imagem para ser fotografada, você pode adquirir uma superzoom. Agora, se você – assim como Tico e eu – está afim de tornar a fotografia um projeto paralelo, se você quer se aprofundar neste mundo e quer um equipamento de primeira, ai eu aconselho uma DSLR.
Quando você for escolher o modelo, deve levar em consideração o que você quer e tem vontade de fotografar. O interesse pelo assunto ajuda e muito na hora de escolher um equipamento.

Mas, qual marca escolher?
Canon, Nikon, Sony, Samsung… existem VÁRIAS no mercado. Preços bons, médios e caros. O importante é pesquisar. Como eu só tenho experiência com Canon e Nikon vou falar minhas observações, ok? Mas, falar sobre marcas é complicado, pois cada um tem algo que causará uma identificação com você – e eu não quero puxar sardinha pra nenhuma marca específica, apenas falar as minhas impressões e o porquê das escolhas.

Quando comprei minha primeira câmera, eu pesquisei muito. Queria algo pra começar mesmo e ver se eu gostava e levava jeito pra coisa.  Comprei a pequenininha Canon PowerShot SX150. Ela é uma superzoom mas tem um corpo de compacta. Com ela, aprendi a mexer no modo manual e a controlar abertura, ISO e temporizador (que serão tópicos nos próximos posts dessa série :P).

DSC_0397 DSC_0398 DSC_0400 DSC_0401

Ela ter recursos manuais, tem a possibilidade de gravar os arquivos de imagens em RAW, filma em HD e tem um monte de coisinhas legais para mexer. Com ela, como eu disse, aprendi bem sobre o controle manual e, quando adquiri minha primeira DSLR, não estava totalmente sem noção de como funcionaria. Eu paguei, em 2013,  R$ 550,00.

IMG_0793

Foto feita com a Canon Powershot – sem edição

IMG_0786

Foto feita com a Canon Powershot – sem edição

Para a minha primeira DSLR, eu ia comprar uma Canon T3i, porém, na época eu era somente uma estagiária e o orçamento era curto demais para essa compra. Assim que mudei de emprego, surgiu a oportunidade de eu adquirir a Nikon D40 (como já expliquei tudo neste post). Migrei para a Nikon porque, na minha opinião, ela tem mais recursos que a Canon e eu a considero melhor. Mas isso é de pessoa para pessoa.

Para adquirir a DSLR, eu tinha colocado na minha cabeça que queria melhorar as imagens que eu postava aqui no blog. Eu queria aprender a fotografar melhor pois queria explorar a fotografia como um tema, então, achei necessidade comprar uma câmera com mais recursos que a Superzoom. Na D40, eu paguei R$ 800,00 (usada).

DSC_0012

Imagem feita com a Nikon D40 – na época, sem muita habilidade ainda.

A Nikon D40 é considerada uma das câmeras de entrada, ou seja, ela tem recursos mais simples, é mais leve para quem está começando a se aventurar neste mundo da fotografia. Essa câmera é uma máquina e tanto e, depois que você treina seu olhar e pega o jeito da câmera, você consegue fazer fotos lindas!

A decisão de dar mais um passinho e comprar uma câmera melhor, foi pelo motivo de que eu queria uma que filmasse e tive ainda mais recursos para eu explorar. Ainda estou pegando o jeito da Nikon D5300, mas posso dizer que é só amor! <3 Na D5300, eu achei uma por um preço super mais barato do que o normal, e ela saiu por R$ 2.400,00!

20150220_232235

DSC_0035

Imagem feita com a Nikon D5300

Então, pessoal, acredito que é basicamente isso: vai depender do quanto você sabe, do quanto você quer aprender e do quanto você quer gastar. Vale a pena pesquisar MUITO antes de qualquer decisão. No mercado há vários tipos que podem atender suas necessidades e, claro, sair até mais barato do que você se programou!

Caso vocês tenham dúvidas, podem perguntar nos comentários! E por favor, não se esqueçam de dizer o que estão achando desses posts! Adorarei poder ajudá-los e saber qual é o feedback de vocês!

Um beijo e até mais! :*

***

Acompanhe o Stuck on Them: Facebook | Twitter | Instagram | YouTube ❤

London Bus

Se existe um lugar que eu sempre tive vontade de conhecer, esse é Londres! Desde muito antes, eu sonhava em prestar jornalismo para ser repórter internacional e poder viajar para Londres, NY, Japão… conhecer vários lugares e culturas.

A Carol, uma amiga minha que acabou de chegar do intercâmbio no Reino Unido, trouxe uma lembrancinha (obrigada, Carol <3) que eu achei super fofa, e me deu mais vontade ainda de ir logo pra lá: o famoso ônibus!

Tão gracinha que fiz algumas fotos para compartilhar com vocês! :3

DSC_0037 DSC_0038 DSC_0039 DSC_0040 DSC_0041 DSC_0042 DSC_0043 DSC_0044 DSC_0048

***

Acompanhe o Stuck on Them: Facebook | Twitter | Instagram | YouTube ❤