Resenha: Fangirl, Rainbow Rowell

Este era um livro que eu estava muito muito muito afim de ler, logo, fiquei tão contente quando a Editora Novo Século o enviou de presente para mim! <3 E, por sorte, no dia em que chegou eu havia acabado de ler o Louco por Você e nem hesitei de começar a ler  Fangirl. Muita fofura no ar!

DSC_0001

O livro vai mostrar a história de Cath recém saída do colegial, migrando para a faculdade. Cath estava meio receosa e queria muito ficar no mesmo quarto que sua irmã gêmea, Wren, mas esta parecia ter mudado da noite pro dia – cortou seus lindos cabelos longos, começou a vestir-se diferente. Parecia que Wren esperava ansiosamente esse momento para se sentir livre e diferente de Cath.

Cath vivia num mundo fantástico. Ela era fanática por Simon Snow (pelo que eu pude entender, é um personagem beeemm parecido com Harry Potter) e vive escrevendo fanfictions sobre essa série de livros. Cath manda muito bem na escrita, mas ela vai perceber que conciliar a faculdade com atividades paralelas é bem complicado. Ela também sofrerá um pouco ao ouvir sua professora de escrita falar que ela está plagiando a autora de Simon Snow ao escrever fanfics! Peraê! Plágio? Não!

Cath também vê sua irmã mudar. Wren não se interessa mais pelas mesmas coisas que ela e só quer saber de festas, bebidas e garotos, e Cath não faz a mínima ideia de como trazer sua “velha” irmã de volta. Mas por outro lado ela vai descobrir, entre tropeços e acertos, o valor da amizade e o gostinho do primeiro amor.

Fangirl é um livro sensacional que traz a tona sentimentos dos 17, 18 anos, a descoberta de um novo mundo, de novas pessoas e novos caras para se apaixonar. O livro mostra, também, como é o universo de um fã que escreve fanfictions. (Lembrei claramente da época em que eu escrevia fanfics e e de como eu me empenhava para escrever cada capítulo com capricho). Indico Fangirl como leitura obrigatória de férias! Um amor de livro! <3

DSC_0025 DSC_0026 DSC_0028

Até mais!

Acompanhe o Stuck on Them: Facebook | Twitter | Instagram | YouTube

Kipling Shoes – Fun & Fresh, uma nova coleção para você arrasar!

Agora que a faculdade acabou (!!!), sinto como se eu pudesse viver mais tranquilamente. Gente, não foi um ano fácil! E para aproveitar, Tico e eu fomos passear em Ribeirão Preto! Como lá tem MUITO MAIS opções de lojas e lugares para passear, nem preciso dizer que fizemos a festa, certo?!

Visitamos 3 shoppings no mesmo dia e vou fazer um post especial depois com as comprinhas (não foram muitas mas está valendo)! Mas neste post, vou falar de uma loja em particular que eu estava LOUCA para conhecer: a Kipling! Quem me conhece, sabe que eu AMO de paixão os produtos da marca.

A loja é cheia de coisa maravilhosas e eu juro que tentei ficar focada nos sapatos, mas eu não conseguia parar de olhar as lindas opções de bolsas, carteiras e muito mais que a Kipling oferece!

A nova coleção de sapatos foi criada pensando no conceito “Fun & Fresh”, para mulheres de todas as idades que querem SER FELIZES! Com cores lindas e divertidas, os calçados são a cara do verão, leves e super confortáveis! <3

Sneakers

Sneaker Joy – Esse sneaker é estilo slip on, confortável e super macio! Ele está disponível nas cores Spicy Orange, Skylit Blue, Flower Blue e Dot Pink! As cores disponíveis são super versáteis e combinam com tudo! Muito amor, gente! <3

DSC_0020

Seneaker Joice – É um modelo parecido com o Joy, mas ele é furadinho, dando um toque a mais de charme! Ele é de camurça e muito confortável e está disponível nas cores: Black, Imperial Blue e Caffe Latte. O Imperial Blue é o meu favorito! <3

DSC_0009 DSC_0022

Sneaker Kate – Esse modelo com cadarço é muito amor! Fiquei encantada com ele desde a primeira vez que vi! Confortável e estiloso, você pode montar looks bem lindos e legais para um passeio! Esse modelo está disponível nas cores: Island Green, Skylit Blue, Black, Strawberry Ice e Flower Blue.

DSC_0030

Ballerinas

DSC_0045

Ballerina Ella – Posso dizer que fiquei encantada com as sapatilhas da Kipling. Quando peguei na mão para fotografá-las, percebi que elas são de um material muito resistente. A Ballerina Ella é um modelo mais simples, com um medalhão de macaquinho e cores vibrantes. O elástico delas  fazem com que se ajustem perfeitamente ao tamanho do pé (e isso é muito bom, já que conforme você anda, ela não sai “deslizando” – particularmente, eu odeio sapatilha que sai do pé conforme a gente anda). Disponível nas cores Spicy Orange, Island Green e Blazing Yellow.

DSC_0053 DSC_0036

Ballerina Karly – é o modelo mais delicado dessa coleção, na minha opinião! Ela é de camurça, vazadinha e com um laço super fofo dando um toque de delicadeza incrível! Se você curte vestidos e saias mais soltinhas, esse modelo é maravilhoso para completar o look! Assim como a Ella, essas também possuem elástico para se adequarem perfeitamente ao pé! São disponíveis nas cores  Skylit Blue, Dune Beige, Black e Spicy Orange. Muito amor em forma de sapatilha, gente! <3

DSC_0054 DSC_0010 DSC_0011

Ballerina Stacy – Agora, se você amou os dois modelos anteriores e não sabe qual escolher, saiba que sua dúvida pode aumentar assim que você olhar a Ballerina Stacy! Ela tem lacinho e o medalhão de macaquinho, gente! Eu achei ela uma mistura da Ella com a Karly e é um sapato curinga para você ter! Além de tudo isso, ela é resistente à água, ou seja, caso você tome tanta chuva (como eu tomei ontem na viagem), ela não vai estragar! ;) Elas estão disponíveis nas cores Spicy Orange, Blazing Yellow e Island Green e as estampas Flower Blue e Dot Pink.

DSC_0017

Ops, a Karly azul adorou ser fotografada e fez questão de aparecer nesta foto :P

DSC_0039 DSC_0015

E ah, todas as sapatilhas dobram! Ou seja, ela é super fácil de guardar, principalmente na mala!

Fora esses modelos, a Kipling tem vários outros sapatos que são muito amor, como as alpargatas, mocassins e papetes. Dá uma olhadinha!

DSC_0003

DSC_0004DSC_0014 DSC_0023 DSC_0027 DSC_0029

DSC_0043 DSC_0047 DSC_0019

gif

Quero agradecer a todas as colaboradoras da loja Kipling do Shopping Santa Úrsula de Ribeirão Preto que foram muito atenciosas e simpáticas! Gostaria também de agradecer ao Tico por ter me levado até lá para poder fotografar a loja e a coleção!

E vocês, quais são os seus modelos favoritos?! Não deixem de comentar comigo! Se você se interessou em algum modelo, pode conferir pela Internet ou ir até a Kipling mais próxima de você! :D

Até mais! ;)

 ***

Acompanhe o Stuck on Them: Facebook | Twitter | Instagram | YouTube 

Shampoo Detox The Beauty Box

Ontem (13/12), Tico e eu fomos passear em Ribeirão Preto! Resolvemos sair um pouco da rotina e visitar a cidade vizinha que é grande e tem vááários shoppings e opções para quem curte bater perna!

Fiquei maravilhada de ver as lojas físicas de lojas que sempre visito o site (imagina uma criança feliz) e, uma dessas lojas foi a The Beauty Box! Um dia antes, eu tinha lido a resenha de um creme/manteiga corporal Double Joy que fiquei com muita vontade de experimentar, porém, meu sonho de consumo mesmo era o shampoo Detox da marca!

DSC_0003

DSC_0007

O shampoo Detox – Cabelos de Alma Lavada tem aquele cheirinho delicioso de chá verde e promete dar aquela purificada nos fios! Para quem usa muito finalizadores, shampoos a seco e óleos, faz com que o cabelo acumule resíduos e fique com aquela aparência pesada – sem contar que ele suja mais rápido. A fórmula deste shampoo contém chá verde e vitamina E para dar aquela limpada profunda nos fios.

DSC_0009 DSC_0013 DSC_0014

O shampoo é transparente com uma consistência bem gelatinosa que lembra gel. São 300ml de produto em uma embalagem super fofa! A marca orienta usar uma quantidade bem generosa de shampoo. Ele não tem um produto complementar e, para intensificar o efeito, é bom escolher um produtinho bem bacana para passar depois, já que como o anti-resíduos abre as fibras capilares e remove tudo de ruim que estava por lá; é bom usar algo que hidrate e sele bem os fios em seguida.

DSC_0015 DSC_0016 DSC_0018

É aconselhável usar uma vez por semana, pois ele pode ressecar os fios. E, se você esta em dúvida sobre qual shampoo anti- resíduos comprar, minha indicação é este, pois eu já usei vários muitos bons, mas nada que se compare ao Detox da The Beauty Box.

DSC_0019

Você pode comprar online ou numa loja física da The Beauty Box! O preço é R$27,90 e é um bom investimento! ;)
E vocês? Gostaram da dica e/ou já usaram algo da marca? Não deixem de contar para mim ali nos comentários!

Até mais!

Acompanhe o Stuck on Them: Facebook | Twitter | Instagram | YouTube

Resenha: Louco por Você, Jasinda Wilder

Louco Por Você foi uma cortesia da editora Novo Conceito e, assim que recebi, vi muita gente falando que era lindo maravilhoso e outras que estavam cheias de vontade para ler. Quando olhei a capa logo julguei que seria um livro erótico e como bem sabem, eu não sou fã desse gênero. Mas, falaram que não era, resolvi dar uma chance e… achei bem mais ou menos. É assim que começo essa resenha e vou explicar por que.

DSC_0003

Nell e Kyle são amigos de infância e fazem tudo juntos. Tudo. Kyle é super protetor e meio ciumento, mas não diz nada o que nutre por sua amiga. Mas Nell também sente algo a mais que amizade e, depois que eles se entendem, viram um casal de verdade. Até aí a história é toda fofa e te faz sorrir e suspirar. Até o momento em que a cena super trágica da morte de Kyle acontece e a história muda.

DSC_0021

Nell muda. Ela carrega durantes anos a culpa de ser a responsável pela morte de seu namorado. Ela passa a beber descontroladamente e a se cortar. Mudou de cidade para fazer faculdade e ainda sim, parece que os problemas ainda a perseguem. Em Nova York ela encontra Colton, o irmão de Kyle. Colton é tão problemático quanto ela, porém, por conhecer tudo o que Nell anda passando, ele tenta ser seu ‘porto seguro’, tentando fazer ela se recuperar. Eles começam, então, a se envolver intimamente e Nell passa a se sentir culpada por estar começando a amar o irmão de Kyle, mas ela precisa superar os fantasmas do passado para viver e só Colton pode ajudar.

DSC_0023

A história segue num ritmo bom, apesar da personagem da Nell ser muito repetitiva, cansativa e agir infantilmente em certas cenas. Como é um livro New Adult, eu não esperava tantas cenas eróticas. Em certas horas as descrições das cenas de sexo ficaram meio cansativas (e como eu já não sou muito fã de livros assim, acho que isso ajudou). Mas enfim, é uma história de amor bem bonita e, acredito que quem curte bastante esse gênero vai amar, com certeza! :)

 ***

Acompanhe o Stuck on Them: Facebook | Twitter | Instagram | YouTube 

Ainda dá tempo de ter tempo?

IMG_0883Olho para a tela do computador meio irritada. Meio triste. Meio sei lá. Vejo não dará mais tempo. O relógio se esgotou. Meus olhos ardem. Me sinto triste, mas nenhuma lágrima sai. Me pergunto: onde está aquele tempo em que eu tinha tempo para ouvir música deitada na cama e sentindo aquele ventinho gostoso que entrava na janela? Onde está aquele tempo em que eu tinha tempo de sair despreocupada para comprar roupas? Onde está aquele tempo em que cada momento da vida não era milimetricamente calculado  – trânsito, trabalho, casa -?

Onde está aquele tempo em que era legal ficar sem fazer nada, vendo TV, lendo um livro? Onde está aquele tempo em que a gente tinha tempo de aproveitar os momentos? Onde está aquele tempo em que celulares não eram o centro das atenções na mesa do bar, em que aproveitar um petisco com os amigos era o melhor momento da semana? Onde está aquele tempo que a gente podia sair a noite sem se preocupar? Andar por aí, sem pensar em ser assaltado ou violentado? Onde está aquele tempo em que o romantismo, a bondade e a gratidão faziam parte da vida das pessoas? Será que ainda dá tempo de recuperar o tempo perdido? De dar mais um beijo, mais um abraço, mais um alô, mais um amasso, mais um sorriso, mais uma tentativa, de recuperar a fé perdida, de recuperar a vontade de amor e acreditar na vida? Será que ainda dá tempo de viver? Já que ela, a vida, é tão traiçoeira… em um minuto você está tomando café, lendo notícias, e no outro… pode simplesmente não existir mais. Foi um contratempo, falta de atenção, um acidente.

Será que ainda dá tempo de aproveitar mais o dia sem se perder na rotineira monotonia?